quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Grandes Vitórias

Esse ano teve as Olímpiadas e agora está tendo as Paralímpiadas e ficamos admirados com os nossos atletas, são dignos de aplausos e merecedores por ter chegado até ali. Foi muito esforço, luta e suor. Estava eu comentando com uma amiga como é difícil fazer certos esportes, realmente, tem gente que nasce com o dom e com o corpo feito para o esporte. Na época da escola eu só era boa no vôlei, e olha lá ainda...Sempre fui boa com textos, todo mundo sabe disso. E comentando com minha amiga sobre isso logo me lembrei de elogiar ela e perguntar sobre seu casamento. Francamente, sou uma lerda! Sempre devagar nos assuntos. Minha amiga tem a mesma idade que eu, ela conheceu seu noivo quando tinha 11 anos, sempre foram apaixonados um pelo outro e aos 17 começaram a namorar, infelizmente ele teve que se mudar para outra cidade, seus pais conseguiram um serviço lá. Lembro das noites que passei escrevendo conselhos pra minha amiga pelo whatsapp para ela não desistir do relacionamento, porque quando todo mundo vê eles juntos sabem que foram feitos um para o outro, e realmente é isso que eu disse a ela, não desistir, e sim persistir, tudo daria certo e no tempo certo eles estariam juntos. Já faz alguns meses que eles estão morando juntos, sim, tudo deu certo e agora vão se casar, e isso é considerado uma vitória para os dois, pelas dificuldades que passaram em vários sentidos. E elogiando ela, comecei a pensar e ter paranóias do tipo: meus amigos estão mais avançados do que eu? Parei no tempo? O que está acontecendo comigo?
Depois de ela ir embora pra casa, eu passei a noite me culpando, deitada na cama com os olhos fechados comecei a me perguntar o porquê de algumas coisas não terem acontecido comigo ainda. Tentei me distrair e peguei o celular e fui direto para o Facebook, logo de cara me deparei com um texto que uma amiga minha tinha compartilhado, o texto fala sobre o tempo certo de cada coisa, e no final diz que nós não estamos atrasados, nem adiantados, nós estamos no nosso tempo, no tempo certo, e tudo que tem que acontecer acontecerá na hora certa, basta não ficar ansioso, pois a ansiedade as vezes atrapalha e nos deixa inseguros. Depois compartilhei e fiquei semanas com esse texto na minha cabeça, queria escrever algo relativo a isso.
Vou fazer 20 anos em outubro, algumas pessoas dizem que é normal ter a crise dos 20 e que ninguém escapa disso. Eu não sei se passei ou se estou passando por isso, mas se estou, não está me oprimindo tanto quanto dizem que oprime. Claro, sou muito jovem ainda para muitas coisas, mas as experiências que já tive e a mente que eu tenho muitas vezes me faz parecer chata perto de outros jovens, talvez eu tenha 30 anos, e estou presa nesse corpo de quase 20.
No começo do ano lembro de ter relido um texto da Bruna Vieira do livro A Menina que Colecionava Borboletas, é um bom livro. O texto fala sobre ter 20 anos, e lembro de achar estranho a Bruna escrever sobre isso, mas agora, faz todo sentido pra mim e eu entendo perfeitamente ela agora.
Tenho amigos que estão casando, outros tiveram filhos aos 17, tem algumas que estão grávidas, uns estão desempregados e são bons cantores, outros estão no segundo ano da faculdade, tem alguns que são bem sucedidos já e tem ótimas experiências sobre o trabalho, e eu, bem, fiz muitas coisas já, cumpri muitos desejos e vontades que eu queria cumprir antes dos 20. Frederico Elboni diz em um vídeo que a gente cria muita expectativa e cria uma lista de desejos para cumprir antes dos 30 e quando completamos essa idade não acontece nenhuma magia, você simplesmente ganhou um ano a mais de vida e ainda tem muita coisa pra viver, então não é necessário ser tão ansioso para viver todas as emoções e experiências antes dos 20, dos 30 ou dos 70. Te amo Fred.
Vou fazer 20 anos, não tenho carteira de motorista, nem faço faculdade ainda, não namoro, não tenho filhos, não moro sozinha, não sou rica, e nem trabalho. Vou fazer minha quarta cirurgia, uso aparelho, terminei o ensino médio, viajei de avião, conheci outro estado, fiz curso de RH, sou uma boa desenhista e escrevo bons textos, sou boa em dar conselhos e péssima em esportes, tenho minhas paixões por coisas e pessoas, mas são paixões diferentes, por exemplo: amo filmes dramáticos. Faço yoga, sou viciada em séries, tenho dois sobrinhos lindos, respeito minha família e amo a vida. Sempre quando alguém me pede algum conselho sobre felicidade eu digo que é fácil ser feliz: admire a simplicidade!
Todos nós temos dias ruins, todos nós as vezes dizemos coisas que não são verdades, coisas que a gente sabe que não é verdade. Mas sem esses dias não existem os dias bons.
Não planejei muita coisa, algumas coisas aconteceram do nada sem eu perceber e sem eu ter planejado. Essas coisas são as melhores.
Fique feliz pela vitória do seu amigo, você faz parte disso, de algum modo.
Bem, não sinto falta do que eu não tenho, amo o que tenho e o que vivi, respeito o tempo e as consequências, tenho consciência que acelerar o tempo e querer ser o que não sou só vai ser perda de tempo e posso causar problemas, então fico na minha feliz da vida por ser quem sou.
Existem algumas vitórias que não são muito reconhecidas, vitórias nossas, secretas muitas vezes. Muitas vezes são irrelevantes para algumas pessoas ao seu redor, talvez a sua vitória incomode o colega ao lado, talvez você nem saiba que está sendo um vitorioso. É necessário reconhecer o seu valor, e saber que cada vitória conquistada, seja lá qual for, é uma conquista imensa, você merece ter chegado ali, independente do tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário