segunda-feira, 13 de junho de 2016

Tranquilidade

Foto; We Heart It
Acordei com a esperança de que eu faria e cumpriria todos os meus objetivos e tarefas da semana, sei que nem tudo que a gente programa pra fazer, acontece. Muitas vezes esquecemos de cumprir, temos tantos problemas e coisas pra terminar de fazer e mais coisas pra fazer que nos esquecemos e não damos conta de tanta coisa. Não sou lá a pessoa mais ocupada desse mundo, na realidade eu acho que ninguém é de verdade tão ocupado assim, é tudo uma questão de prioridades (li isso no Facebook e até no Tumblr).
Nesses últimos dias tem feito tanto frio na cidade onde eu moro que quando eu saio na rua parece que vou congelar e fabricar gelo pelas mãos (tipo a Elsa de Frozen). Com o frio vem também uma preguiça chata, e você realmente fica atento às prioridades. Sou o tipo de pessoa chata que fala sobre o clima todo santo dia, no inverno e no verão, pois são as estações mais intensas (não mais do que eu).
E logo nessa segunda-feira quando liguei o computador e a televisão já li e ouvi umas 6 vezes a palavra "tranquilidade". Fico atenta aos sinais, acho que essas coisas me guiam, é meio doido pensar isso, mas faz todo sentido pra mim. Logo pensei em fazer um post sobre tranquilidade, acho que esse estado de espírito é necessário para todos nós.
Esse ano completo 20 anos, é engraçado pensar isso pois muitas vezes sinto como se eu tivesse 15, até cara eu tenho...Ainda sou uma moleca que adora fazer brincadeiras e levar a vida não como algo tão sério, mas como algo que a gente pode lidar muito bem mas com muita graça e sabedoria. Sei que muitas vezes sou uma pessoa séríssima e que nem sempre aceito brincadeiras, sou como todo ser humano, tenho minhas falhas e meus dias ruins, dias que acordo meio bravinha e dias que acordo mais alegre que o sol. Não acho que estou na famosa "crise dos 20" e nem sei se vou ter essa crise, mas consigo perceber que estou ficando velha e que não fiz muita coisa que eu deveria ter feito. É doido dizer isso aos 19, pois aos 29 vou dizer a mesma coisa. A vida é assim, nem sempre aproveitamos as oportunidades, nem sempre vivemos intensamente, muitas vezes nos deixamos abater pela tristeza desse mundo e nos fechamos, para que a gente não sofra mais ainda. Não acho que foi tempo perdido, acho que foi tempo aproveitado. Mesmo nos dias ruins, nem sempre a vida te dará flores, amigo. Temos muito tempo mas nem temos tanto tempo assim, 24 horas parece que é pouco pra tanta coisa que a gente pensa em fazer. Se pudéssemos colocaríamos mais umas 5 horas nos nossos dias. Mas ao mesmo tempo tem dias que 24 horas parece uma eternidade.
Temos a ansiedade em fazer tudo e viver tudo antes dos 30, vejo pessoas com 60 com o maior pique do mundo, dizendo que ainda tem muitos anos de vida, e realmente é verdade. Mas vira e mexe encontro pessoas lá com seus 25 anos cansadas já, já não tem aquela disposição e ânimo para fazer as coisas, acham que estão velhos demais e que são experientes demais para tentar algo novo e diferente. Deus me livre chegar nessa idade e já estar parecendo que logo vai morrer. Muita gente não me leva a sério, na verdade acho que ninguém me leva a sério hahaha. É muito fácil encontrar um sorriso em meu rosto e ver eu brincando com meus colegas e amigos, fazendo graça e animando o povo, é por causa disso que muita gente acha que não sei de algumas coisas e que não sou responsável...na verdade eu sei de muita coisa, mas não saio por aí exaltando e idolatrando todo o conhecimento que eu tenho, acho isso muito fútil. Você só vai saber se uma pessoa é responsável se você conhecer a vida dela de perto, saber o que ela faz, etc.
E me pego numa ansiedade as vezes, fico ansiosa porque se eu não fizer tal coisa talvez não vou ter mais tempo, se eu não disser tal coisa talvez eu não tenha mais a chance de dizer, se eu não abraçar tal pessoa talvez eu não abrace mais, talvez o destino mude. Acho que viver intensamente, do nosso jeito, é bom para nós, mas somos tão preocupados que metemos o pé pelas mãos e nos atrapalhamos nos nossos objetivos. Somos responsáveis pela consequência das nossas escolhas, se a consequência for ruim, transforme-a em algo bom, saiba lidar.
Sabe, aproveita a vida, não deixa ninguém dizer que você não pode fazer tal coisa, ou que você não tem idade para saber tal coisa, ou para fazer algo. O que importa? A vida! Então viva, viva e aprenda, nem sempre vamos ter as mesmas oportunidades durante a vida, você pode se programar, experimentar coisas novas, deixar de ser preguiçoso, viajar, comprar, dançar, pular, rir dos seus próprios erros, acertar, aprender, conversar, espalhar amor e conhecimento, mas de uma forma humilde. Você pode fazer o que quiser, você é livre! E não ouse dizer que você não é, é tudo uma questão de prioridades. Não se prenda.
Fique tranquilo, o que tiver de acontecer, acontecerá. Não se frustre porque algo não deu certo, ou porque você não conseguiu tal coisa, tente outra vez, persista, tenha ânimo e força de vontade. Tranquilidade é tudo, saber que você pode tentar amanhã outra vez, saber que você pode fazer novas amizades, saber que você tem um mundão aí. é só saber aproveitar. Tenha tranquilidade, os seus problemas não serão eternos, por mais que eles durem um longo tempo, mas eles vão acabar, tudo vai se resolver. Aproveita pra dar risada, pra sair consigo mesmo, se curta, se conheça, viver e ser feliz consigo mesmo é um dom que muitas pessoas adquirem, só assim você conseguirá enfrentar os problemas, saber lidar com as dificuldades, e ser feliz com os outros e cativar as pessoas.

2 comentários: